Assim como nos estados de São Paulo, Rio Grande do Norte e Pernambuco, o Departamento Nacional de Trânsito do Ceará (DETRAN-CE) adotou o monitoramento GPS e em vídeos nos seus exames de direção. O edital dessa medida, que é definida pela Portaria nº 238-14 do DETRAN, foi publicado, em dezembro de 2016, no Diário Oficial do Estado do Ceará.
Para saber a fundo quais foram as mudanças trazidas por essa medida, fique atento ao nosso artigo. Aqui, você confere como funciona, na prática, o monitoramento GPS.

instrutores e alunos com monitoramento GPS

Como o DETRAN faz o monitoramento GPS e em vídeo?

Antes de se iniciar a avaliação, candidato e examinador passam pela identificação biométrica. Em seguida, eles entram em um veículo equipado com gravadores de áudio e cinco câmeras, que registram as ações dos passageiros e as movimentações dos carros. Além disso, o automóvel conta com sensores que identificam infrações como a aceleração excessiva, o uso errado das setas de sinalização e os possíveis toques nas balizas. Esses equipamentos também são capazes de identificar tempo gasto nas provas, oferecendo informações detalhadas sobre a velocidade e o funcionamento do motor.

Já nas aulas teóricas, as câmeras registram a presença dos alunos. De acordo com o superintendente do DETRAN-CE, Daniel Barreto, o software de rastreamento e a biometria que integram o sistema, identificam os presentes em aula e sinalizam problemas na identificação do alunos.

O que mudou a partir dessa medida?

Menos atos ilegais

O próprio DETRAN sinaliza que, com o sistema de rastreamento e videomonitoramento, torna-se mais fácil identificar irregularidades tanto por parte dos alunos, quanto por parte dos instrutores. O descredenciamento dos estabelecimentos que fazem as provas, o afastamento de funcionários e o cancelamento de habilitações fraudulentas são algumas das punições para quem cometer atos ilegais nas avaliações.

Profissionais especializados

Os instrutores passaram a ser treinados para lidar com essas novas ferramentas de trabalho. Dessa forma, eles orientarão os alunos com mais precisão e evitarão que atos fraudulentos sejam cometidos. Lembrando que, antes de fazer a avaliação, o aluno deve ser comunicado sobre o monitoramento GPS e em vídeo do automóvel.

Preço mais caro para se obter a habilitação

O preço pago para se obter a habilitação, consequentemente, subiu, visto que o monitoramento GPS e em vídeo nos exames entrou em vigor junto à utilização, em testes, dos simuladores (equipamentos que imitam o automóvel em trânsito virtual).

O superintendente-adjunto do DETRAN-CE, Daniel Barreto, diz que as empresas têm capacidade para absorver os custos dessas novas medidas. Já o presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Veículos do Estado do Ceará (Sindicfcs-CE), Wellington dos Santos, informa que o aumento de preços é inevitável, mas que será minimizado o máximo possível para os clientes.

Não tem jeito! Com o monitoramento GPS e os vídeo nos exames do DETRAN, muitos pensarão duas vezes antes de cometer atos ilegais. Além de garantir que as provas sejam feitas sem infrações e dar credibilidade ao Departamento Nacional de Trânsito, essa medida permite que o órgão estude melhorias nos automóveis e no trabalho dos condutores.

A Systemsat reconhece a importância do monitoramento GPS, por isso, disponibiliza equipamentos que garantem a total proteção de motoristas e o controle preciso da frota. Entre já em contato conosco e fique por dentro dos benefícios trazidos pelo nosso sistema de rastreamento veicular.

 

Veja também:
rastreamento de frota
central de rastreamento